29 de abr de 2012

APOMETRIA - A MEDICINA DA ALMA



APOMETRIA - A MEDICINA DA ALMA
Dárcio Cavallini

A ORGNIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE RECONHECEU A 

“OBSESSÃO ESPIRITUAL”
COMO DOENÇA DA ALMA E FEZ CONSTAR DO CID – 
CÓDIGO INTERNACIONAL DE DOENÇAS – ITEM F 44.3

O QUE É?
Apometria é uma técnica para tratamento de distúrbios espirituais, 

denominada “a medicina da alma”, desenvolvida por médicos 
Gaúchos, para tratamento de distúrbios psicológicos e distúrbios
espirituais, através do desdobramento dos corpos sutis da pessoa.

PARA QUE SERVE?
É um procedimento terapêutico eficiente no tratamento dos diversos 

distúrbios psicológicos com
elevado índice de cura em pacientes diagnosticados com depressão, 
síndrome do pânico, transtorno
afetivo bipolar, fobia social, transtorno obsessivo compulsivo, 
ansiedades, medos, traumas,
 possessividade, rancor, vícios.

Para tanto, é feita uma limpeza espiritual profunda através de 

procedimentos apométricos de
desobsessão, tirando do assistido, qualquer tipo de implantes, 
miasmas, magias negras, bactérias
ou larvas astrais, pensamentos negativos e, principalmente, entidades
 obsessoras trevosas,
conhecidas como magos negros.

QUANDO É UTILIZADA?
Uma simples tristeza sentida por tempo prolongado já considerada 

uma doença e deve ser tratada
 antes que se torne uma depressão profunda. O estresse, desânimo, 
insônia, falta de interesse pela
vida, perda da capacidade de realização, irritabilidade constante são 
sintomas que indicam o
princípio de um distúrbio de ordem espiritual que, se prolongado, 
poderá se transformar em
doença diagnosticada pela medicina tradicional como distúrbios 
psicológicos.

QUEM PODE UTILIZAR?
Não há limite de idade, sexo, situação social ou religião para ser 

tratado por apometria. Basta que
 o indivíduo se permita. O tratamento, via de regra, é feito in loco, 
mas pode também ser feito à
distância, dependendo do caso.



QUAIS OS BENEFÍCIOS?
Para o Dr. José Lacerda de Azevedo, sistematizador da Apometria, a 

obsessão espiritual ou
 a auto-obsessão são distúrbios generalizados nos tempos modernos 
que podes ser curados.
Entretanto, como ocorre em toda terapêutica espiritual, é fundamental 
que a pessoa faça a
sua parte. A reforma íntima começa com uma profunda reflexão sobre
nós mesmos: temos
medo de que a crise tire o nosso emprego? Brigamos com facilidade 
porque temos
dificuldade para aceitar o diferente, porque o outro não concorda com 
nossas opiniões?

Ideias fixas, preocupações, discriminação e críticas constantes podem 

ser indícios de
comportamentos obsessivos que devem ser tratados. Por isso é 
importante conscientizarmos
 de como eles ocorrem no dia a dia, para que possamos abrir as janelas
 para a compreensão
e para a empatia universal.

A MELHOR MANEIRA DE COMBATERMOS A DOENÇA É A PESSOA ESTAR SEMPRE NO BEM.
Dárcio Cavallini


http://www.institutobiosegredo.com.br/index.php/cursos?layout=edit&id=78

Nenhum comentário: