22 de jul de 2012

O SIGNIFICADO DO OM


Omega, a manifestação. O fim. A materialização. A Silaba Sagrada utilizada para a manifestação das energias divinas em mantras sagrados.

O OM é o símbolo universal do Yoga e do Hinduísmo, para todo o mundo, todas as escolas de todas as épocas. Traçado, é um Yantra (símbolo); pronunciado é um Mantra.

Existem os Saguna Mantra e os Nirguna Mantra. Os primeiros são os que têm tradução e aludem a uma pessoa, cuja forma pode ser visualizada. Os segundos podem ter trad,ução ou não, e são abstratos no seu sentido. Por exemplo: "OM Namah Shivaya" é um Saguna Mantra pois refere-se a Shiva, o criador do Yoga. Já o OM sozinho é um Nirguna Mantra pois se refere a ninguém, senão ao Absoluto. OM não tem tradução alguma, mas devido à grande gama de efeitos sobre o corpo e a mente de quem o vocaliza ou mentaliza, é considerado o "Corpo de Deus".

OM é o mais poderoso de todos os mantras. Todos os outros são considerados aspectos do OM e o OM é a matriz de todos os demais mantras. Todas as letras do alfabeto são emanações do som primordial representado pelo supremo mantra OM. O OM é a origem e o fim de todo verbo. Todo o Universo procede de OM, conserva-se em OM e nele se dissolve. OM é a Criação, a Conservação e a Renovação da Trimurti (trindade) hindu. Logo, de todos os mantras utilizados para a meditação, o OM é o que produz melhores resultados.

OM é o bija mantra do ájña chakra, isto é, o som-semente que desenvolve o centro de força da terceira visão, responsável pela intuição, meditação e pelos fenômenos da telepatia e da clarividência. Sendo o mantra mais completo e equilibrado, sua vocalização não oferece nenhum perigo nem contra-indicação. É um mantra altamente positivo que impede sentimentos malévolos e transmuta os pensamentos negativos em seus complementares elevados. Atua profundamente no sistema nervoso e no glandular.

É estimulante e ao mesmo tempo tranqüilizante pois consiste numa vibração sáttvica (que contém em si, tamas e rajas sublimados).,
                                                 
Quando se escreve o OM em caracteres sânscritos (deva nagari) ele se torna um símbolo gráfico e é denominado Yantra. A especialidade que estuda a ciência de traçar e utilizar os símbolos denomina-se Yantra Yoga. O OM pode ser traçado de diversas formas. Cada maneira de traçar encerra determinada classe de efeitos e de características ou tendências filosóficas. Cada escola adota um traçado típico do OM que tenha a ver com os seus objetivos e passa a constituir símbolo seu, não se devendo usar outro tipo de traçado para que não haja choque de "egrégoras."

O termo em Sanscrito ou Mantra OM, alude a linguagem como emanação ou expressão do Manas, a Mente. Um Mantra é um instrumento da Mente, do Pensamento. Na filosofia Hindú, um texto Sagrado,,uma oração, um verso, uma palavra ou um simples Som pode ser um Mantra.

Conta a Tradição Hindu que o OM foi revelado aos Sri (Sábios videntes) que receberam os Vedas em tempos imemoriais, quando estavam em estado arrebatado de meditação, em contato com o "Alto".

Antes do Universo manifesto (mana-rupa: o mundo dos nomes e das formas), se encontra o Eterno Logos, Verbo fundamental de Deus, que contem em sí, em potência, todas as idéias, todos os nomes e todas as formas. O OM é considerado o Som mais próximo desta Palavra Divina e origem de todas as demais.
Todo o Universo vibra em OM. Seus diversos eventos constituintes são modulações do OM básico: energia vibrando em várias freqüências. OM é Nada-Brahman, "o Som do Absoluto". Por isto sua repetição se torna um veículo para focar a "nossa" consciência com A Consciência Absoluta.
 fonte: http://claudiovelasco.ning.com/


15 de jul de 2012

Magnified Healing

Recebo muitas perguntas à respeito de Magnified Healing®.

Por se tratar de uma técnica bastante nova, é ainda pouco conhecida. Porém, é muito inovadora, uma vez que trabalha com conceitos da uma medicina do futuro envolvendo até mesmo a possibilidade de realização de transplantes nos nívies energéticos! E o mais interessante: dá certo! E isto acontece porque ao restabelecer o fluxo de energia, a ordem natural do organismo também se restabelece.

Ainda é uma técnica que une abertamente o nível físico, com o nível espiritual, pois parte do pressuposto que somos um Ser integral. Somos um Ser de múltiplos corpos e se um único corpo estiver em desarmonia, todos os outros se desequilibrão por consequência!

Magnified Healing® é uma técnica de rápida aplicação, e ao mesmo tempo muito forte e eficaz, pois utiliza níveis vibratórios correspondentes à 5a. dimensão, uma frequência de energia mais acelerada.

A energia utilizada em Magnified Healing® também atua na correção do DNA, transmutando códigos negativos contidos no mesmo. Desta forma, equilibramos também as tendências hereditárias à doenças e padrões negativos.

Através de Magnified Healing® é possivel modificar as vibrações das células, moléculas e elétrons, através do uso das frequencias vibratórias da Luz violeta, cujo principal atributo é a transmutação. Com esta mudança vibratória, cada célula, molécula e elétron dos corpos ficam livres para movimentar-se mais aceleradamente e, com isso, sintonizar o fluxo vibratório perfeito.

Atua em todos os desequilíbrios, sejam físicos, emocionais ou mentais. Eleva a vibração de todas as células do corpo, abrindo caminho para entrada de Luz e Perfeição.

Magnified Healing® atua também no passado, presente e futuro, dando-nos a possibilidade de retornar à origem de cada desarmonia, e reequilibrá-la ali. Como a física vem confirmando nas últimas pesquisas: o tempo é relativo, não existe de forma linear, ..., Magnified Healing® já atua dentro deste conceito.

É um ótimo recurso para auxiliar nos tratamentos de tumores, desequilíbrios orgânicos em geral, problemas emocionais, mentais e espirituais.

Magnified Healing® equilibra os chacras, redistribui o cálcio na espinha, cura o carma e ativa o DNA, preparando o ser para realizar a sua ascensão (elevação vibratória).

14 de jul de 2012

RECUSEM PRESENTES INDESEJÁVEIS


RECUSEM PRESENTES INDESEJÁVEIS

MENSAGEM DE METATRON
Canalizada por Athena Freya Prem em
12 de julho de 2012

Saudações amados, Eu Metatron os saúdo!

Meus queridos existem muitas pessoas nesse momento em vosso planeta em desequilíbrio.

Ninguém é responsável pela vida de ninguém, cada um tem que seguir seu próprio caminho rumo à evolução pessoal e à ascensão particular.

Não se preocupem com as críticas, ofensas e más palavras, recusem esse presente.
Cabe a cada um aceitar ou não o que lhes é enviado.

Não se magoem, não julguem e, principalmente, não desejem mal aos que vos magoam, as situações para muitos está muito difícil e muitos estão perdendo o controle, não se deixem influenciar pelas energias negativas dos outros

Recusem esse presente.

A paz depende exclusivamente de vossa vontade, da decisão de permanecer em paz, independente dos fatores externos que possam vos afligir.

Vossos pensamentos comandam vossas vidas, não a opinião alheia sobre vós.

Que a vossa preocupação seja em vossas melhoras pessoais, em corrigir as imperfeições que a eóns vos deixa na ignorância e no lodo da negatividade humana.

Nenhum ser consegue manter uma discussão com alguém que não discute, por mais impropérios que o desequilibrado lhes jorre, não respondam, o desequilibrado é ele e não vós.

As tempestades atingem somente o máximo de sua capacidade e pela lei natural, que ordena todas as coisas, ao atingir esse grau máximo, paulatinamente se dissipa, até o fim definitivo.

Não olhem para si mesmos com o olhar alheio, façam uma boa análise dos vossos próprios defeitos e qualidades, e dai partam em busca da vossa reforma interior.

Não queiram reformar os outros amados, cada um sabe aonde o sapato aperta e ninguém é capaz de obter as informações passadas, de outras vidas, presentes e futuras que geram as atitudes agressivas e os comportamentos desajustados dos que estão a volta.

Segui vosso caminho, com calma, confiança e perseverança, dando passos curtos na direção da mudança que quereis para vossa vida.

O Universo conspira a vosso favor, da mesma forma que há louvores no céu para cada pecador que se arrepende.

Amados, quando a noite é mais escura, sabe-se que está perto do amanhecer, um novo dia se avizinha, com novas perspectivas, novas direções que dependem unicamente de vosso posicionamento.

Nada pode vos ferir a não ser vós mesmos, nada vos limita a não ser vós mesmos

Acreditai nisso.

Eu Metatron caminho ao lado de todos vós, por toda a eternidade

9 de jul de 2012

NÃO FACILITE O TRABALHO DOS OBSESSORES!




OBSESSOR
Processo pelo qual um obsessor exerce sua ação obsessiva sobre uma ou mais pessoas ou entidades, alternando, diminuindo ou desorganizando sua energia ou vibração.

DO QUE SE ALIMENTA UM OBSESSOR?
Alimentam-se basicamente de energias produzidas por sensações, ou mais especificamente, emoções. São emoções viciantes, ou seja, produzem dependência, necessidade, vontade que querer mais, cada vez mais.

COMO NASCE UM OBSESSOR?
De carências, ilusões, medos, fascínios e vaidades. São originados pela ignorância e pelo ego negativo. No momento em que alguém considerar que para ser feliz, para sentir-se bem, para conquistar paz e saciedade, precisa buscar no outro, ou em meios externos esta sensação, então os processos obsessivos surgiram.

Esses ocorrentes erros humanos dão origem a comportamentos viciados, os quais necessitam se autoalimentar, para que continuem a produzir as sensações desejadas, porque emoções viciam!

A emoção e uma forma de energia produzida pelo ego, portanto precisa ser dominada pelo Eu superior, caso contrário, ela domina o seu criador.

A consequência deste processo é que:
- Quando um vício emocional surge, as obsessões começam.
- Quando os medos surgem, as obsessões começam.
- Quando o desejo de controlar o outro surge, as obsessões começam.

POR QUE ALIMENTAMOS AS OBSESSÕES?
-Por que não combatemos os nossos hábitos nocivos.
-Por que somos manipulados por nossas emoções.
-Por que não lutamos para controlá-las e desistimos fácil, então nos entregamos a para senti-las profundamente, nas situações mais simples da vida.
-Por que duvidamos da nossa força e do nosso Eu superior.
-Por que nos consideramos mais ou menos do que os outros, e esquecemos que somos todos filhos do mesmo Pai, portanto irmãos em essência.
-Por que nos separamos da Fonte Maior, nos consideramos separados do Todo e assim nos iludimos criando o egoísmo.

Tudo, efetivamente tudo na vida cotidiana na Terra é uma constante batalha por energia. Como não aprendemos a conquistar essa energia por meio da conexão com Deus, então acabamos buscando esse suprimento de forma equivocada, mergulhando nas emoções.

E assim nos tornamos apegados e dependentes!

Dependentes de precisarmos sentir a sensação de sermos: mais belos, mais poderosos, mais ricos, mais magros, mais fortes, mais importantes, mais encantadores. Ou os possuidores dos melhores carros, das melhores roupas, melhores aparelhos eletrônicos, para que assim possamos nos sentir amados e com isso nos aceitar mais.

Dependemos de um estilo de vida estruturado de acordo com os padrões aprovados pela sociedade. Dependemos do emprego de “sucesso”, sem refletirmos o que é verdadeiramente sucesso.

-Somos dependentes! Não somos livres!
-Somos apegados! Não estamos no caminho mais fácil!
-Somos obsediados! Alimentamos a obsessão com nossos equívocos!
-Não aprendemos a dominar as emoções viscerais... Somos obsediados!

Não domamos as emoções densas... Ficamos doentes! Ficamos sem fome... Comemos demais... Ficamos apáticos... Ficamos hiperativos... Dormimos demais... Temos insônia... Trabalhamos demais... Ficamos intolerantes, irritados... Tornamos-nos negligentes e impotentes para mudar o mundo...

E assim, criamos mais:
-Ansiedade.
-Angústia.
-Orgulho.

O orgulho faz o umbral crescer! No físico e no extrafísico.
Os nossos erros alimentam o umbral... O nosso orgulho piora o mundo...

QUE EMOÇÃO LHE DOMINA?
Descubra já! |Equilibre-se e cure-se! Desta forma você encontrará a verdadeira felicidade liberdade. Sentimentos da alma, construídos de dentro para fora.

Fonte:
http://aluisionestelar.ning.com/

5 de jul de 2012

ORAÇÂO DA VERDADE QUE LIBERTA



Senhor estou aqui para adorar-te em todas as imagens; nos santos de todas as religiões, em catedrais, sinagogas, capelas, mosteiros, mesquitas, terreiros; em terços, mantras, pujas, missas, rituais e ofícios; em todos os altares; nas florestas, nas praias, nas ruas, nas casas, nas estradas, nos corações, em sorrisos e lágrimas, em todos, em tudo. Vem ajudar-me, dando pureza, infinito, eternidade e universalidade a meu amor. Eis-me aqui, Senhor Jesus, Senhor Buda, Senhor Krishna, Shiva, Ganesha, Sai Baba, Amma, Grande Espírito...

Eis-me aqui todos os Avataras, Rishis, Siddhas, Gurus, Mahatmas, Santos conhecidos e desconhecidos.

Quero aprender o AMOR que liberta. Aqui estou Senhor Supremo, para que me ajudes a vencer a frustradora ignorância; a afastar ilusões, enganos e encantos; a afastar-me dos opostos obsedantes, a retirar a venda de meus olhos...

Já não me satisfaz o vulgar conhecer intelectual. Quero agora vivenciar a VERDADE que liberta. Eis-me aqui Senhor como instrumento impessoal. Querendo apenas servir. Lança mão de mim em teu divino agir. Quero aprender a empreender o AGIR que liberta. Faz da minha mente, meu Deus o teu sacrário. Que tua PAZ a domine. Que tua LUZ a ilumine. Diviniza Senhor minha mente. Eis-me Senhor. Tu és eu. Eu sou tu.

NAMASTE!