5 de jul de 2012

ORAÇÂO DA VERDADE QUE LIBERTA



Senhor estou aqui para adorar-te em todas as imagens; nos santos de todas as religiões, em catedrais, sinagogas, capelas, mosteiros, mesquitas, terreiros; em terços, mantras, pujas, missas, rituais e ofícios; em todos os altares; nas florestas, nas praias, nas ruas, nas casas, nas estradas, nos corações, em sorrisos e lágrimas, em todos, em tudo. Vem ajudar-me, dando pureza, infinito, eternidade e universalidade a meu amor. Eis-me aqui, Senhor Jesus, Senhor Buda, Senhor Krishna, Shiva, Ganesha, Sai Baba, Amma, Grande Espírito...

Eis-me aqui todos os Avataras, Rishis, Siddhas, Gurus, Mahatmas, Santos conhecidos e desconhecidos.

Quero aprender o AMOR que liberta. Aqui estou Senhor Supremo, para que me ajudes a vencer a frustradora ignorância; a afastar ilusões, enganos e encantos; a afastar-me dos opostos obsedantes, a retirar a venda de meus olhos...

Já não me satisfaz o vulgar conhecer intelectual. Quero agora vivenciar a VERDADE que liberta. Eis-me aqui Senhor como instrumento impessoal. Querendo apenas servir. Lança mão de mim em teu divino agir. Quero aprender a empreender o AGIR que liberta. Faz da minha mente, meu Deus o teu sacrário. Que tua PAZ a domine. Que tua LUZ a ilumine. Diviniza Senhor minha mente. Eis-me Senhor. Tu és eu. Eu sou tu.

NAMASTE!

Nenhum comentário: