27 de ago de 2014

Abrindo Portais



por Maria Cristina Tanajura
Mesmo vivendo neste momento corrido em que parece que o tempo encurtou, de repente, e tudo vai passando como que voando... percebemos que há instantes em que tudo parece parar como se vivêssemos num parênteses. Uma sutil sensação difícil até de expressar em palavras.

No costume do ritmo anterior, temos a vontade de mudar a situação, apressando novamente o passo, mas já percebi que isso não é a opção mais certa. As pausas que a vida nos impõe são muito sábias e necessárias, pois trazem geralmente, com elas, mudanças.

Viver é estar num processo contínuo de transformação e não devemos segurar as novas formas de pensar e agir, pois são o prêmio que recebemos por toda a vida vivida até aqui.

Se usarmos apenas a razão para nortear as nossas atitudes, não permitiremos que haja a novidade em nossas vidas e, assim, impediremos a nossa própria evolução. Confiança é necessária e entrega, também. Na certeza de que jamais estamos sós, mesmo que isso pareça ser assim, pois fazemos parte de um Todo em contínuo movimento.

Os momentos mais lentos, mais introspectivos, geralmente antecedem e indicam a abertura de verdadeiros portais em nossas consciências e se formos flexíveis, lucraremos muito com momentos vividos a partir daí.

Podemos frustrar a transformação, agindo com rigidez e impedindo a Luz de entrar em nossas vidas. Na verdade, ela vem nos acordar para um novo aspecto da realidade e se tivermos a sabedoria de encarar a mudança, muito lucraremos.

Se a lagarta impede a sua transformação, na quebra do casulo, quando lhe nascem as asas, jamais se tornará uma borboleta, deixando de rastejar e sendo capaz de voar, daí pra frente.

Assim, se nas nossas vidas estamos passando por uma calmaria meio estranha, estejamos atentos e o mais tranquilos que for possível, pois algo muito importante está se anunciando, vindo a acontecer logo adiante.

Vivemos para evoluir, crescer, aprender a amar e ser feliz! Estamos viajando no Tempo e para que sejamos bem-sucedidos, é preciso estar presentes no Agora e abertos para aceitar o que chega, pois nunca é sem uma razão muito séria e importante.

A aceleração da mudança é uma realidade planetária de nosso tempo. Não só a tecnologia apresenta sempre uma novidade, mas nós estamos fazendo parte de todo esse movimento cósmico. Colocar o pé no freio de nada vai adiantar. Vale estar muito atento, muito alerta mesmo, principalmente para o que se passa em cada um de nós.

Apesar de ser um tempo cheio de conflitos, é também um tempo rico em benesses. Percebo em mim mudanças que gosto. Consigo compreender que apesar da sombra enorme que nos rodeia, a Luz que chega é também poderosa!
Fé na presença divina em tudo e em todos é a chave de segurança para podermos viajar relativamente seguros e tranquilos.

Não estamos sozinhos, jamais. Quanto mais esta presença amorosa for reconhecida e sentida, mais bonita será a nossa vida e menos sofrida, também.

Os sinais estão por toda a parte. Aqui em nosso país e em todo o planeta. Parece-nos à primeira vista que nada mudou e que estamos num retrocesso, mas se olharmos com mais atenção, veremos que não. Os acontecimentos podem se parecer, mas a reação de todos nós a eles, já é diferente.

O mar encapelado em que viajamos não está contra nós, mas a nosso favor. Há de nos levar até um porto seguro, certamente. Sigamos o mais conscientes que pudermos e deixemos as ondas e as correntes nos levarem, pois todo o movimento cósmico é amoroso e visa a evolução.


fonte: http://somostodosum.ig.com.br


Nenhum comentário: